Banner Superior

Terapia complementar: constelação familiar


Terapia complementar: constelação familiar


Você já parou para pensar que muito dos conflitos que você vive hoje em sua vida podem ter tido origem em gerações passadas?

Esse é o tipo de questão que a constelação familiar auxilia a elucidar!

O conceito de constelação familiar, bem como a terapia foi criada pelo alemão Bert Hellinger após observar por muitos anos o comportamento de uma tribo Zulu na África do Sul.
Os problemas que aconteciam na tribo não eram tratados de forma individual e sim resolvido por todos da tribo, como se fossem um só.

Com essa imagem em sua mente Hellinger voltou para Alemanha e mergulhou em estudos sobre diversas linhas da psicologia e em 1980 começou a trabalhar com o conceito de constelação familiar.

O que é constelação familiar?

Constelação familiar é uma terapia complementar voltada para auxiliar tratamentos físicos e mentais através de revelações de dinâmicas familiares ainda não esclarecidas ou conhecidas.

Não funciona como uma psicoterapia onde aos problemas são trabalhados aos poucos até que o paciente aprende a lidar com a situação.

Na constelação familiar existe o foco de solucionar um conflito por vez, a grosso modo, podemos dizer um conflito a cada sessão.

Como funciona a constelação familiar?

Os nossos genes não carregam somente características físicas e de personalidade, mas também memórias ancestrais, são chamadas memórias epigenéticas.

As premissas da constelação familiar

  • Não existem vítimas, temos que cultivar a auto responsabilidade
  • Não há o que ser perdoado, ninguém te deve nada
  • Faz parte de dificuldade em lidar com algumas descobertas
  • O ideal é esperar 6 meses entre uma sessão de constelação e outra
  • As mais diversas questões podem ser consteladas, físicas ou emocionais


As leis do amor


1 - Lei do pertencimento
A necessidade de pertencer é inata ao ser humano em todas as fases da vida. Precisamos fazer parte de um grupo, um sistema familiar ou um sistema institucional.

Quando essa necessidade não é suprida isso causa um sofrimento denominado “dor dos excluídos” e pode gerar desequilíbrio nas gerações futuras.

2 - Lei da hierarquia
O sistema familiar possui uma hierarquia que deve ser respeitada, essa também é uma necessidade de nós seres humanos.

Quando a desequilíbrio nessa hierarquia, como por exemplo filhos “maiores” (em diversos sentidos) do que os pais isso pode gerar um comportamento infantilizado por parte dos genitores.

Esse tipo de comportamento gera uma carga emocional que não pertencem aos filhos.

3 - Lei do equilíbrio 
A lei do equilíbrio abrange todos os aspectos da vida, afinal uma vida rica é uma vida equilibrada.

Em diversas relações podemos cometer o erro de se doar demais ou até mesmo de abandonar nossa própria vida em prol de alguém, seja um cônjuge, um filho ou os pais.

Esse desequilíbrio pode acarretar diversos problemas de relacionamento, pois que esta recebendo demais poderá se sentir culpado e as reações podem ser inesperadas, sendo desde ataques a fim de inferiorizar quem dá amor em excesso ou até mesmo o rompimento da relação, seja ela de qualquer natureza.

Numa sessão de constelação familiar são trabalhadas essas leis de forma que o indivíduo busque em sua linha genealógica os problemas mal resolvidos a fim de entender o seu comportamento atual.

O funcionamento de uma sessão de constelação familiar

A sessão de constelação familiar pode ocorrer de forma individual ou em grupo:

Constelação familiar individual

A constelação familiar individual é conduzida somente pelo terapeuta e são usados objetos para representar os membros da família do cliente.

Antes de iniciar a sessão o cliente informa ao terapeuta qual questão deseja trabalhar.

O terapeuta busca acessar o campo morfogenético através de um sistema de checagem e também de acordo com as sensações do cliente.

Com isso é possível identificar em qual parte da família o problema aconteceu e o terapeuta poderá orientar o cliente a ter alguma ação para que a situação se modifique.

Trazer ao entendimento do cliente a raiz do seu comportamento pode ser libertador e decisivo para que uma mudança profunda ocorra e a sua vida volte a fluir.

Constelação familiar em grupo

A sessão de constelação familiar em grupo tem o funcionamento parecido com a individual e também o mesmo objetivo, ocorre que nesse caso os representantes dos familiares do cliente são as pessoas que fazem parte do grupo.

As pessoas são selecionadas pelo próprio cliente e a questão a ser resolvida é dita somente ao terapeuta/constelador.

Nessa dinâmica o constelador faz poucas interferências para que a energia flua entre os participantes e eles se sintam como um real membro dessa família. Isso pode acontecer de tal forma que os representantes apresentem sintomas de membros da família, mesmo não tendo conhecimento destes.


Os benefícios da constelação familiar

Os benefícios da sessão de constelação familiar são muito particulares para cada pessoa, mas em geral podemos citar algumas melhorias que acontecem na maioria dos casos:


  • Trazer a luz questões não solucionadas em seu núcleo familiar
  • Melhora no relacionamento familiar e afetivo com as demais pessoas
  • Resolução de problemas ocasionados por maus hábitos financeiros
  • Melhora na saúde
  • Eliminação de comportamentos que prejudicam todos os membros da família


Gostou de saber mais sobre essa terapia complementar?
Continue no blog para saber mais sobre outros métodos integrativos!

Postar um comentário

0 Comentários